Cidades

[Cidades][bigposts]

Saúde

[Saúde][twocolumns]

Economia

[Economia][bsummary]

Educação

[Educação][twocolumns]

Butantan pede uso emergencial da Coronavac à Anvisa

Foto: Divulgação

O Instituto Butantan solicitou o uso emergencial da Coronavac à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) nesta quinta-feira (7).

O imunizante obteve 78% de eficácia em casos leves durante os testes clínicos. 

As vacinas para uso emergencial só podem ser usadas em um público alvo pré-definido e durante um prazo pré-determinado.

Por se tratar de uma aprovação não definitiva, o Estado proíbe que as vacinas de uso emergencial sejam ministradas por clínicas privadas. Assim, o poder público se responsabiliza por ela, e apenas o SUS pode aplicar o medicamento.

A vacina só poderá ser usada em caráter definitivo após análise completa de estudos do medicamento e o registro definitivo. Caso aprovada, ela poderá ser usada para a vacinação em massa e pode ser distribuída tanto na rede pública quanto na rede privada.

Em coletiva na tarde desta quinta-feira (7), o governador João Doria (PSDB) confirmou a informação antecipada pela CNN. "O Instituto Butantan iniciou o pedido de utilização emergencial. O objetivo é iniciar a vacinação em São Paulo no dia 25 de janeiro e fornecer a vacina para todo o Brasil, através do Ministério da Saúde”.

Fonte: CNN Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Emprego & Concurso

[emprego][bsummary]

Mundo

[Mundo][bsummary]

TV Fala News